Morre o escritor João Ubaldo Ribeiro

O escritor João Ubaldo Ribeiro, autor de obras como "Viva o Povo Brasileiro" e "Sargento Getúlio", morreu na madrugada desta sexta-feira (18), aos 73 anos, em sua casa no Rio de Janeiro. Ribeiro teve uma embolia pulmonar.

Membro da Academia Brasileira de Letras (ABL), ele ocupava a Cadeira 34 desde 1994. Jornalista e cientista político, foi autor de mais de 20 livros, publicados em 16 países.

Nascido João Ubaldo Osório Pimentel Ribeiro em Itaparica (BA), o escritor viveu com a família em Sergipe até os 11 anos. Passou também por Lisboa, Berlim e de novo Itaparica, até se ficar no Rio de Janeiro nos anos 1990.

Se formou em Direito pela Universidade Federal da Bahia,  mas não chegou a exercer a profissão. Cursou também Administração Pública e Ciência Política, sendo professor da Escola de Administração e da Faculdade de Filosofia da Universidade Federal da Bahia e da Escola de Administração da Universidade Católica de Salvador. 

Como jornalista, exerceu diferentes funções no "Jornal da Bahia" e na "Tribuna da Bahia", além de ter colaborado para publicações de todo o mundo.

Entre suas principais obras estão Sargento Getúlio (1971), Viva o Povo Brasileiro (1984) e O Sorriso do Lagarto (1989). João Ubaldo Ribeiro recebeu, em 2008, o Prêmio Camões, concedido pelos governos de Portugal e do Brasil, para autores que contribuem para o enriquecimento da língua portuguesa.

Ribeiro também venceu, por duas vezes, o Prêmio Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro. Em 1972, conquistou o Jabuti de Melhor Autor, por Sargento Getúlio. Em 1984, venceu na categoria Melhor Romance, com Viva o Povo Brasileiro.

Por IG
COMPARTILHAR

Livro retrata vida do artista francês Antonin Artaud

O francês Antonin Artaud (1896-1948) foi um artista múltiplo - comediante, encenador, ator e roteirista de cinema, de programas radiofônicos e de música, escritor, poeta, crítico, agitador, ensaísta, artista plástico, cenógrafo, ele transitou, enfim, por quase todos os ramos e sempre propondo a integridade entre a palavra e a coisa, entre o pensamento e o gesto, entre a arte e a existência. Por conta disso, enfrentou, nos últimos anos de vida, dolorosas internações em sanatórios, onde foi tratado à base de eletrochoques. Foi diante de uma figura tão plural e desafiadora que a pesquisadora Florence de Mèredieu, especialista na obra do francês, decidiu escrever o que parece ser um livro definitivo: "Eis Antonin Artaud", portentoso volume lançado agora pela editora Perspectiva.
Trata-se do mais completo levantamento realizado sobre vida e obra do homem que revolucionou concepções e práticas do teatro. Mais: em sua vasta pesquisa, Florence oferece ainda um retrato da vida cultural europeia entre o final do século 19 e a primeira metade do 20. "Época particularmente complexa e fecunda, atravessando duas guerras mundiais, que vê surgir o que em arte se denominará ‘modernidade’. Teatro, música, literatura e artes plásticas conhecerão subversões radicais, enquanto nasce e se desenvolve a arte de massa que constitui o cinematógrafo", escreve ela.
Artaud teve papel fundamental nessa transição, especialmente no questionamento da racionalidade da civilização. Chamado de o "grande xamã do Ocidente" pela ensaísta Susan Sontag, Artaud estreou como ator no teatro de vanguarda parisiense em 1921, então com 25 anos. A partir daí - e até sua morte -, ele construiu uma concepção teórica e poética sobre a natureza e a finalidade da expressão cênica.
Em 1924, quando já apoiava o movimento surrealista, Artaud escreveu a peça Jato de Sangue, em que utilizou a expressão "excluídos da sociedade" para falar de si mesmo e daqueles que, de alguma forma, acabam marginalizados. Nessa época, ele já desenvolvia a ideia de que o teatro deveria ser o local do encontro e manifestação do inconsciente, do acaso, da imaginação. E, mesmo sem ter conhecimento da teoria brechtiana, que apostava na ruptura do realismo do palco para potencializar a consciência crítica do espectador, Artaud caminhou na mesma direção mas por outras vias.
O artista, que morreu aos 52 anos, sentado aos pés de sua cama, segurando um sapato, no hospício de Rodez, na França, confirmou-se, ao longo dos anos, como um profeta. Artaud acreditava em um teatro que pudesse mudar o homem psicologicamente e não socialmente, por meio da liberação das forças tenebrosas e latentes de sua alma. Por conta disso, trabalhou na vertente das inquietações dos teóricos simbolistas e surrealistas, levadas às últimas consequências.
Em seus textos teóricos (como, por exemplo, "A Evolução do Cenário"), Artaud já defendia uma forma teatral que ressaltasse a importância do "espírito e não da letra do texto". Ou seja, uma ação cênica baseada na linguagem do gesto, diminuindo o poder da palavra. Para ele, o teatro deveria "voltar à vida", mas não à maneira dos naturalistas, e sim num nível mais místico e metafísico, aproximando-se das angústias e perturbações reais vividas pelos espectadores. Para isso, o público seria submetido "a uma verdadeira operação envolvendo não apenas a mente, mas também os sentidos e a carne". A essa manifestação, em que o vital se sobrepõe à moral e à razão, Artaud deu o nome de Teatro da Crueldade, que foi sacralizado em um manifesto redigido em 1932.
Em seu poderoso livro, Florence de Mèredieu observa que Artaud exerceu o ofício de sua fala nos dois lados de mundos espirituais antagônicos, o da loucura e o da sanidade, uma vez que Artaud passou vários anos internados em hospícios. Sua obra, porém, tornou-se o roteiro de uma existência e influenciaria importantes movimentos cênicos pelo mundo, como o teatro do absurdo (de Adamov e Ionesco) e o trabalho marcado pelo absoluto despojamento dos atores de Grotowski. E, no Brasil, especialmente as investigações do Teatro Oficina, sobretudo a partir de "Roda Vida" (1968). Como um oceano de ideias, Artaud transbordou pelo mundo. 
 
Por IG
COMPARTILHAR

Zé do Caixão volta a ser internado

Conhecido por seu personagem mais célebre, o Zé do Caixão, o ator e cineasta José Mojica Marins, de 78 anos, voltou a ser internado no Incor - Instituto do Coração, em São Paulo. Em nota publicada nesta quinta-feira (19) em sua página no Facebook, a filha de Mojica, Liz Marins, diz que houve uma "piora das funções renais".


Reprodução/Facebook
Liz Marins e o pai José Mojica no hospital

O retorno de Mojica ao hospital aconteceu na última sexta-feira (13), explica a filha. Junto da nota, Liz publicou uma foto tirada em 3 de junho, dia em que o pai teve alta após a primeira internação. Na ocasião, Mojica foi internado em 22 de maio em decorrência de um infarto e precisou passar por uma cirurgia cardíaca.
"Estávamos contentes com a alta, mas a situação de instabilidade da recuperação física como um todo tornou necessária uma nova internação", publicou Liz nesta quinta (19).
A primeira internação, explica a filha, foi "a contragosto do próprio". "Mesmo constatada a extrema necessidade, ele não queria ficar internado. Afinal, é uma pessoa ativa e, convenhamos, que por melhor que seja o hospital, profissionais e instalações, ficar internado sempre é muito chato."
Durante a internação passada, Mojica ainda sofreu mais um infarto na madrugada anterior à cirurgia. "As chances de vida longe de um hospital adequado nesta situação seriam quase 0%", descreve a filha.
Liz Marins explica que a cirurgia foi "bem delicada", com colocação de três stents para liberar as vias. Mojica teve duas paradas cardíacas durante o procedimento, mas "não afetando a área neurológica". 
Depois da alta, Liz e as irmãs Meire (por parte de pai e mãe) e Rose (por parte de pai) desconfiaram que a falta de apetite do pai poderia estar relacionada à uma desidratação e o levaram de volta ao hospital.
Em 13 de junho, Mojica foi internado novamente com, segundo Liz, "diagnóstico de considerável aumento do nível de potássio em seu corpo e uma piora das funções renais".

Por IG
COMPARTILHAR

Escolhidas rainhas juninas de 2014 de Parnaíba

Na categoria adulto: Jennifher Kelly da quadrilha Balança Mais Não Cai e na categoria mirim: Henaylle Sampaio  da quadrilha Lumiar. Concurso é realizado pela Liga Parnaibana de Quadrilhas Juninas.

Com informações de Daniel Nunes



COMPARTILHAR

Ithalo Furtado lança seu primeiro livro nesta sexta (20) no Café Aventur

Nesta sexta (20), às 20h, no Café Aventur, localizado no Complexo Porto das Barcas, em Parnaíba, será lançado o primeiro livro do escritor parnaibano Ithalo Furtado: Uma pedra em cada por enquanto.  Sem gênero definido, a obra traz crônicas, poesias e contos que retratam o olhar do escritor sobre sua geração, com temas típicos do nosso tempo, como: A delicadeza perdida, a sociedade de consumo, a era do indivíduo, os amores, as paixões e os temores que permeiam a vida das pessoas.
Com capa do ilustrador Português Vasco Gargalo, fotografia de Alessandra Mota, prefácios do escritor e crítico literário Daniel Ciarlini e da escritora gaúcha Michele Pupo e orelha da poetisa Sorocabana Lívia Gusmão, o escritor apresenta sua obra literária que denomina como um ensaio poético sobre os nossos dias, um pedido de demissão dos tempos difíceis.
Sobre o autor
Ithalo Furtado, 29 anos, é escritor, compositor e ativista cultural. Natural de Parnaíba, desde os 19 produz material para internet e hoje é colaborador dos portais Jardim Elétrico e Teia Cultural, ambos de São Paulo.
Através de seu trabalho na literatura, já foi elogiado por artistas tanto de sua cidade quanto de outras partes do Brasil.
Já entrevistou artistas máximos do cenário nacional como Leoni, Moska e Lenine e novos nomes da cena como a banda Validuaté e a cantora Roberta Campos, além de já ter dividido mesas redondas com grandes escritores da nova geração, como em 2013 quando foi convidado pelo Salão do Livro de Parnaíba (SALIPA) para participar ao lado do escritor Fabrício Carpinejar.
É visto por seus leitores como um poeta denso, introspectivo e musical, tendo em vista a proximidade de sua poesia com a métrica das canções. Como compositor, já foi gravado pelos músicos parnaibanos Charleno Pires, Haynna e a banda Bugiganga.
Atualmente, escreve um romance usando as plataformas Facebook e Tumblr, chamado O Guarda-Chuvas Vermelho, e se prepara para lançar seu primeiro livro físico, Uma pedra em cada por enquanto.

Por Costa Norte
COMPARTILHAR

Grupo Soneto Musical será a próxima atração do Curta Minha Banda

Com o repertório que passeia pelos clássicos da MPB e outros estilos musicais, o Grupo Soneto Musical está preparando uma apresentação especial para o próximo sábado dia 21, quando a Superintendência de Cultura realizará mais uma edição do projeto “Curta Minha Banda” na praça Mandu Ladino a partir das 17h.
Alceu Valença, Gal Costa e Raul Seixas são alguns dos artistas que serão homenageados pela banda. O grupo Soneto Musical surgiu ano passado pensando em juntar música e poesia. A primeira formação do grupo já apresentou-se em público e também organizou e apresentou o show “O Ensaio” que homenageou três estilos musicais, considerando o rock, bossa nova e o forró/baião.
Fonte: Ascom
COMPARTILHAR

Superintendência de Cultura divulga lista de grupos participantes do São João da Parnaíba

 
A Superintendência Municipal de Cultura divulgou a ata de avaliação da documentação para habilitação de grupos culturais aptos a participarem do concurso de quadrilhas juninas do 14° Arraial do São João da Parnaíba a ser realizado no período de 04 a 12 de julho na praça Mandu Ladino.
A ata consta da avaliação de regularidades do Edital no 02/2014, XIV Arraial São João da Parnaíba, Concurso de Quadrilhas Juninas e Bumba-meu-boi, Regulamento do Concurso e Resolução Nº 01 do Conselho Municipal de Cultura.
Diante da análise da documentação solicitada aos grupos culturais foram considerados habilitados a participarem do concurso os seguintes grupos:
- Grupo Cultural Anarriê;
- Grupo Cultural Balança Mais Não Cai;
- Grupo Cultural Fogo de Palha;
- Grupo Cultural Lumiar;
- Grupo Cultural Rei do Cangaço;
- Grupo Cultural Sanfona de Prata.
De acordo com a organização do evento o Grupo Cultural Mistura Junina foi considerado inapto a participar do concurso, uma vez que deixou de apresentar os documentos de habilitação que comprovem que mais de oitenta por cento de seus integrantes residem na cidade de Parnaíba, conforme resolução Nº 01/2014 editada pelo Conselho Municipal de Cultura.
Fonte: Ascom
COMPARTILHAR

Sesc apresenta Recital de violão clássico neste sábado


COMPARTILHAR

Equipe do Banco do Nordeste visita local de instalação do Centro Cultural

O vice-prefeito Chagas Fontenele e o superintendente de Cultura Helder Souza receberam uma equipe técnica do Banco do Nordeste vinda de Fortaleza para fazer um reconhecimento e primeira avaliação do imóvel onde será construído o Centro Cultural Porto Salgado do Banco do Nordeste em Parnaíba. A partir desse contato a equipe fará um diagnóstico das potencialidades culturais que deverão compor a formatação do projeto. A superintendente do Patrimônio da União no Piauí, Ana Célia Coelho também acompanhou a visita técnica da equipe.
 
CCBN_IMG-20140616-WA0006
 
Para a superintendente do Banco do Nordeste, Lúcia de Fátima, contatos com parceiros são fundamentais e que a estada em Parnaíba foi essencial para o BNB conhecer projetos de seus parceiros no município.
CCBN_IMG-20140616-WA0007

A superintendente externou ainda a expectativa do BNB para que o Centro Cultural seja de fato um instrumento de cultura que traga transformação para a vida dos parnaibanos e que impulsione outras áreas como o turismo.

Por Sup. de Comunicação
COMPARTILHAR

Humorista que imita presidente Dilma é agredido


O ator e humorista Gustavo Mendes (Foto: Divulgação)O ator e humorista Gustavo Mendes (Foto: Divulgação)
O ator e humorista Gustavo Mendes, conhecido principalmente por imitar a presidente Dilma Rousseff em programas como Domingão do Faustão, interrompeu um show em Búzios, na noite de domingo (15), após ter sido agredido no palco. Ele acusa um homem chamado Robinho, secretário adjunto de Governo da Prefeitura.

Na segunda-feira (16), o ator preferiu não conceder entrevistas, mas divulgou uma nota oficial sobre o incidente, ressaltando que nunca havia enfrentado situação parecida. Ele também afirma que recebeu diversas manifestações de apoio e que as agressões, verbais e físicas, podem ser comprovadas por vídeos gravados por outros espectadores do espetáculo.

“O show ‘Mais que Dilmais’ foi contratado pela Prefeitura de Búzios para apresentação durante o evento ‘Búzios Love’, em homenagem ao Dia dos Namorados. Em nenhum momento o contratante informou que o show seria inserido em um evento de uma comunidade religiosa ou solicitou qualquer tipo alteração no texto teatral, o que caracterizaria uma censura prévia e isso não é aceito pelo ator. O espetáculo apresentado e contratado é o mesmo que recebeu aplausos em mais de 200 apresentações realizadas em dezenas de cidades de todo o Brasil, com trechos disponíveis em vários vídeos na internet.

O ator Gustavo Mendes afirma que em 16 anos de carreira nunca foi submetido a tamanha violência e falta de respeito com seu trabalho e reforça que em nenhum momento da apresentação ofendeu qualquer pessoa da plateia, de qualquer idade ou crença, e todas as piadas que faz são sobre uma situação e não uma pessoa específica. No caso específico sobre a apresentação em Búzios, Gustavo brincou com o fato de uma antiga proibição de venda de bebidas alcoólicas em festas religiosas dizendo que foi Jesus quem transformou água em vinho”, diz a nota.
Gustavo Mendes caracterizado como Dilma Rousseff (Foto: Divulgação)Gustavo Mendes caracterizado como Dilma
Rousseff (Foto: Divulgação)
Antes de divulgar o comunicado, o próprio Gustavo havia explicado a situação em seu perfil no Facebook. Segundo o comediante, ele brincou ao saber que um padre chamado Ricardo, a quem garante não conhecer, havia proibido o consumo de bebidas alcoólicas em festas religiosas na cidade. Gustavo diz que lembrou então que Jesus havia transformado água em vinho e, em tom de brincadeira, exclamou: “Proibir bebida, ah, vá tomar no cu!”.

O tom da piada teria irritado algumas poucas pessoas presentes, inclusive Robinho. Ele e mais dois homens passaram então a agredir Gustavo. O ator diz que foi chutado e precisou sair do palco escoltado por policiais. A maior parte do público, no entanto, condenou a agressão e pediu que o show continuasse.

“Fui chutado ao sair do palco por um "discípulo" de Padre Ricardo, Robinho, chefe de gabinete. Tenho certeza de que se o padre estivesse no show teria rido junto com a multidão, que logo após o ocorrido bradou em uníssimo ‘Ei, Robinho, vai tomar no cu!’, por livre e espontânea vontade, e como bem disse Padre Ricardo em um de seus sermões ‘A voz do povo é a voz de Deus’, que seja feita a vontade do povo”, escreveu na rede social.

Gustavo Mendes fez sua primeira aparição na TV Globo como integrante do elenco do programa “Casseta & Planeta”, em 2012. Além de participações no Programa do Jô e no Altas Horas, ele já se apresentou no quadro “Tem Gente Atrás”, no Domingão do Faustão, imitando também as cantoras Maria Bethânia, Alcione e Ana Carolina.

Por G1
COMPARTILHAR

Após passar a noite na UTI, cantor Sérgio Reis é transferido para SP

Cantor Sérgio Reis é transferido em ambulância de UTI móvel para o Hospital Albert Einstein em São Paulo (Foto: Ronnei Nicoletti/ EPTV)
























O cantor Sérgio Reis, que passou a noite internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Casa de Saúde de São Carlos (SP), foi transferido na manhã deste domingo (15) para a unidade do Morumbi do Hospital Albert Einstein, na capital. Ele passou mal após ter uma taquiarritmia na noite de sábado (14), após se esquecer de tomar um remédio por dois dias. O estado de saúde dele é estável.

De acordo com o boletim médico da Casa de Saúde, o cantor, que completa 74 anos no próximo dia 23 de junho, "deu entrada no hospital e manteve durante todo o período de internação quadro clínico estável, lúcido e orientado". A taquiarritmia é uma aceleração da frequência cardíaca e o coração ultrapassa 100 batidas por minuto.

Segundo a assessoria da empresa de saúde Ortomed, o cantor saiu de São Carlos por volta das 9h45 e a transferência é feita pela UTI móvel do Albert Einsten. O uso de helicóptero foi descartado, pois não é possível utilizar equipamentos em caso de alteração da saúde. A chegada em São Paulo deve acontecer por volta de 13h.

Sérgio Reis passou mal no início da noite deste sábado e foi levado às pressas para a Unimed da cidade. Ele faria um show na cidade com o cantor Renato Teixeira em uma festa junina no Clube São Carlos. A apresentação foi cancelada.

Segundo os produtores do cantor, Sérgio Reis toma remédio para o coração, mas estava há dois dias sem o medicamento porque teria se esquecido. O cantor passou por uma bateria de exames, mas os resultados ainda não foram divulgados.

Por G1
COMPARTILHAR

Comemoração dos 303 anos de Parnaíba

Superintendência de Cultura de Parnaíba juntamente com o Instituto Histórico Geográfico e Genealógico de Parnaíba – IHGGP, convidam Vossa Senhoria para       solenidades em celebração ao dia 11 de junho, data em que, conforme Lei Municipal nº 2.581, de 13 de agosto de 2010, instituiu entre outras datas, o dia 11 de junho       de 1711 como data de criação da Vila de Nossa Senhora de Montserrat, onde hoje se constitui a cidade de Parnaíba.

Atividades:

07h30min – Te Deum alusivo aos 303 Anos da Fundação da
Villa Nova da Parnahyba (Vila de Nossa Senhora de Montserrat).
Local: Catedral de Nossa Senhora da Graça.

08h00 – Visitação a Ermida de Nossa Senhora de Montserrat, Momento Solene e
 Concerto com a Banda Municipal Simplício Dias da Silva.
Local: Rua Duque de Caxias, Centro Histórico.
 
08h30min – Visitação ao Instituto Histórico Geográfico e Genealógico de Parnaíba – IHGGP. Local: Antigo Sobrado Dona Auta, Rua Duque de Caxias, Centro Histórico.

18h30min – Diálogo Cultural: “Parnaíba 303 Anos de História”, mediado pelo historiador
Diderot Mavignier. Teatro do SESC Avenida, Centro.
 
19h30min – Peça Teatral: “Mandu – O Índio Guerreiro”. Uma produção Coletivo Cabaça patrocinada pelo Edital Municipal de Incentivo à Cultura. 
Local: Teatro do SESC Avenida, Centro. Entrada gratuita.

Sua presença é o reconhecimento do valor da nossa cultura!
COMPARTILHAR

Superintendência de Cultura lança Edital do Arraial de São João da Parnaíba 2014

O Arraial do São João da Parnaíba 2014 será realizado no Quadrilhódromo entre os dias 04 e 12 de julho e está lançada a disputa por uma das maiores premiações do Nordeste. Os editais para o concurso de bumba-meu-boi, quadrilhas juninas, com premiação nas categorias adulto e mirim, e Festival Estudantil de Quadrilhas Matutas estão disponíveis nos links abaixo.

sao joao 2
 
As inscrições são gratuitas e poderão ser feitas no período de 02 a 06 de junho no horário das 08h às 12h e das 14h às 17h na sede da Superintendência Municipal de Cultura, Casarão Simplício Dias, à Av. Presidente Getúlio Vargas 308, no Centro de Parnaíba. No ato da inscrição o responsável deverá apresentar fotocópia legível da identidade, CPF e comprovante de residência do representante do Grupo Cultural.
 
O Arraial São João da Parnaíba reúne os maiores grupos culturais da cidade entre quadrilhas juninas e bumba-meu-boi que disputam premiações do primeiro ao quinto lugar. Além dessa estrutura o Arraial São João da Parnaíba recebe ainda estandes e barracas para a venda de comidas, bebidas típicas, artesanatos e outros itens.
 
 
COMPARTILHAR

Dramaturgia da Resistencia - Leituras em Cena

O primeiro ciclo de leituras do Projeto Dramaturgia 2014 tem como tema "Dramturgia da Resistencia" , considerando os 50 anos do golpe militar no Brasil e sua relevancia historica e neste ciclo será trabalhado a produção dramaturgica de autores que viveram essa época
COMPARTILHAR

Jairzinho recebe carinho de fãs do pai, Jair Rodrigues, no 2º dia de velório

Fãs, amigos e familiares estiveram no segundo dia velório de Jair Rodrigues, na manhã desta sexta, 9, para prestar suas últimas homenagens ao cantor, que morreu nesta quinta-feira, 8, após um enfarto. Jairzinho, filho do músico, passou praticamente a noite toda em vigília no local, velando o pai e recebendo os pêsames.
Emocionado, ele sorria ao cumprimentar os fãs que estavam do outro lado da faixa que marcava a divisão entre o espaço reservado à família e recebeu muitos abraços de carinho. "Eu estou bem", disse o cantor brevemente ao EGO.

Ele só deixou o local para levar a mãe, Claudine Rodrigues, em casa, mas retornou em seguida Sua mulher, a atriz Tania Khalill  , também esteve em vigília durante toda a noite. O clima era de muita emoção.
Um dos momentos mais marcantes do dia ficou por conta da presença de Alcione. A cantora foi prestar sua homenagem ao amigo e emocionou a família de Jair Rodrigues ao cantar durante o velório.
 "O Brasil perdeu um grande ser humano, um grande cantor. Que todos os anjos o recebam rodeado de luz", disse ela, que cantou a música 'Estrela Luminosa' de Altair Veloso antes de fechar o caixão (confira no vídeo ao lado).
 Logo depois da homenagem, por volta das 8h30, o caixão deixou a Assembléia Legislativa de São Paulo sob fortes aplausos. Tânia Khalill falou com a imprensa ao deixar o local. "Estou muito abalada. As meninas - filhas dea atriz  com Jairzinho - estão fazendo perguntas. A mais nova fica perguntando: 'Cadê meu avô? Respondemos que morreu. Para onde ele foi? Pro céu. Mas ele vai voltar? Não", disse ela, muito emocionada.
A cerimônia ficou aberta ao público até às 8h. O enterro está previsto para as 11h no cemitério Gethsêmani. O caixão foi levado por um carro de bombeiros e Jairzinho acompanhou pessoalmente a colocação das coroas de flores no veículo.

Na noite anterior, o primogênito do cantor conversou com a imprensa e falou sobre sua perda, mas ressaltou que a alegria de viver era a marca registrada de seu pai: "Para quem fica é um momento de tristeza, mas a gente sabe como era o Jair Rodrigues, era alegria pura, a alegria em estado bruto. Nesse momento o que eu sinto é, claro, a tristeza de ter perdido meu pai, mas também a alegria de ter tido a honra de ser filho de uma alma extremamente alegre, uma pessoa que me apresentou a vida, me apresentou a música. Então, não tenho a sensação de dizer 'Perdi meu pai', eu ganhei a chance especial de ser filho de Jair Rodrigues".
  •  
Amigos velam o corpo de Jair Rodrigues (Foto: Celso Tavares/ EGO)Alcione canta no velório de Jair Rodrigues (Foto: Celso Tavares/ EGO)
  •  
Família e amigos velam o corpo de Jair Rodrigues (Foto: Celso Tavares/ EGO)Família se emociona com homenagem de Alcione (Foto: Celso Tavares/ EGO)
Jair Oliveira no velório de Jair Rodrigues (Foto: Celso Tavares/ EGO)Jairzinho fala com fãs do pai (Foto: Celso Tavares/ EGO)
Jair Oliveira no velório de Jair Rodrigues (Foto: Celso Tavares/ EGO)Jair recebe um abraço de carinho (Foto: Celso Tavares/ EGO)
Jair Oliveira no velório de Jair Rodrigues (Foto: Celso Tavares/ EGO)Apesar do luto, o cantor estava com um sorriso no rosto enquanto atendia os fãs (Foto: Celso Tavares/ EGO)
Família no velório de Jair Rodrigues (Foto: Celso Tavares/ EGO)Tania Khalill (no canto esquerdo da foto) e Clodine Rodrigues, viúva do cantor, em vigília (Foto: Celso Tavares/ EGO)
Família no velório de Jair Rodrigues (Foto: Reprodução/ Facebook)Jairzinho cumprimenta amigo no cercadinho reservado à família (Foto: Celso Tavares/EGO)
Família no velório de Jair Rodrigues (Foto: Reprodução/ Facebook)Claudine recebe apoio (Foto: Celso Tavares/EGO)
Coroas de flores no velório de Jair Rodrigues (Foto: Reprodução/ Facebook)Jairzinho fez questão de acompanhar a colocação das coroas de flores que o pai recebeu no caminhão dos bombeiros (Foto: Celso Tavares/EGO)
Coroas de flores no velório de Jair Rodrigues (Foto: Reprodução/ Facebook)Jairzinho observa as coroas (Foto: Celso Tavares/EGO)
  •  
Coroas de flores no velório de Jair Rodrigues (Foto: Reprodução/ Facebook)O corpo de Jair Rodrigues vai ser levado ao cemitério em carro aberto (Foto: Celso Tavares/EGO)
Coroas de flores no velório de Jair Rodrigues (Foto: Reprodução/ Facebook)As primeiras coroas já no veículo (Foto: Celso Tavares/EGO)
Velorio de Jair Rodrigues (Foto: Celso Tavares/ EGO)Jairzinho volta ao velório e se emociona ao abraçar Clodine (Foto: Celso Tavares/ EGO)
Velorio de Jair Rodrigues (Foto: Celso Tavares/ EGO)jairzinho dá carinho à mãe (Foto: Celso Tavares/ EGO)
Velorio de Jair Rodrigues (Foto: Celso Tavares/ EGO)O clima era de emoção (Foto: Celso Tavares/ EGO)
Velorio de Jair Rodrigues (Foto: Celso Tavares/ EGO)Jairzinho: visivelmente emocionado (Foto: Celso Tavares/ EGO)
Alcione no velório de Jair Rodrigues (Foto: Celso Tavares/ EGO)Alcione chega para velório (Foto: Celso Tavares/ EGO)
Alcione no velório de Jair Rodrigues (Foto: Celso Tavares/ EGO)Cantora se emociona ao velar corpo do amigo (Foto: Celso Tavares/ EGO)
Padre Antonio Maria no velório de Jair Rodrigues (Foto: Celso Tavares/ EGO)Padre Antonio Maria apoia Jairzinho (Foto: Celso Tavares/ EGO)
Padre Antonio Maria no velório de Jair Rodrigues (Foto: Celso Tavares/ EGO)Padre Antonio Maria dá beijo em Jair Rodrigues (Foto: Celso Tavares/ EGO)
Padre Antonio Maria no velório de Jair Rodrigues (Foto: Celso Tavares/ EGO)Padre Antonio Maria ora pelo cantor (Foto: Celso Tavares/ EGO)
Saída do caixão de Jair Rodrigues (Foto: Celso Tavares/ EGO)Saída do caixão de Jair Rodrigues (Foto: Celso Tavares/ EGO)
Saída do caixão de Jair Rodrigues (Foto: Celso Tavares/ EGO)Saída do caixão de Jair Rodrigues (Foto: Celso Tavares/ EGO)
Cortejo de Jair Rodrigues (Foto: Celso Tavares/ EGO)Cortejo de Jair Rodrigues (Foto: Celso Tavares/ EGO)

Por EGO

COMPARTILHAR
 
Copyright (c) 2008-2010 FerramentasBlog.com | Tecnologia do Blogger | Sobre LemosIdeias.com | Não são autorizadas obras derivadas.